Idoso não quer ir para Asilo – O que Fazer?

Idoso não quer ir para Asilo
Sumário

O que fazer quando o idoso não quer ir para um asilo? Sabemos que é uma situação complicada, e geralmente a família toma a decisão de colocar a pessoa idosa em um local assim após ponderar muito.

Geralmente, o asilo ou casa de repouso é a última opção que a família considera, quando os cuidados com aquele idoso estão complicados.

Mas e quando não há outra alternativa, mas mesmo assim o idoso não concorda em ir? O que fazer?

Por qual Razão o Asilo?

É importante entender que a idade de uma pessoa não necessariamente vai influenciar na lucidez ou capacidade de pensar dela.

Uma pessoa idosa possui direitos, obrigações e liberdade, como qualquer outro cidadão.

Se o idoso estiver bem, lúcido e ter a capacidade de se cuidar sozinho, a família não pode obrigá-lo a sair de casa por mera “precaução”. A vontade do idoso deve ser respeitada.

Porém, quando o idoso começa a apresentar dificuldades para realizar tarefas do dia-a-dia, a família deve ficar atenta, e cuidados deve ser estabelecidos.

A responsabilidade do cuidado dos idosos pesa primeiro sobre a família, parentes mais próximos.

Nesse sentido, a família deve analisar suas possibilidades para manter o idoso em um local com um familiar por perto. Ou providenciar um cuidador que possa estar com ele, sob pena do crime de abandono de incapaz por negligência.

São em momentos assim que a família, geralmente incapaz de permanecer com o idoso em razão de família ou trabalho, acaba optando por uma casa de repouso.

Seja a casa de repouso pública ou particular, esses locais são seguros e agradáveis, com profissionais treinados para prover a melhor assistência, nutrição e auxílio aos idosos.

Mas e quando o Idoso se recusa a ir?

Atualmente as casa de repouso são locais seguros e bons par a saúde do idoso. No entanto, no passado, durante muito tempo as casas de repouso serviam apenas para quem queria “abandonar seus idosos”.

Em razão disso, muito idosos foram marcados com essa percepção ao longo da vida, e acreditam que ao ir para um asilo serão abandonados e negligenciados.

Eles não acompanharam a mudança de tempos e avanços na área da saúde sobre os idosos.

Quando o idoso se recusa a ir para a casa de repouso, e ele se encontra lúcido, saiba que não é possível obrigá-lo a ir. Mas é interessante que se faça uma conversa, para explicar a ele essa evolução.

É importante mencionar que a “lucidez” que ele pode estar aparentemente apresentando, pode não ser total. Idosos que preferem ficar em casas, mesmo sendo claro o perigo que passa sozinho, podem estar apresentando os primeiros sinais de demência ou Alzheimer. Fique atento a situações contraditórias ou em que o idoso põe de lado sua saúde e segurança.

A Dra. Daiane gravou um vídeo sobre o assunto:

https://www.youtube.com/watch?v=sts7xq2fOwM

E quando o Idoso não está Lúcido e não quer ir para Asilo?

Se o idoso não está lúcido e se recusa a ir, ai, sim, é possível obrigá-lo.

Isso é possível, pois sem a sua lucidez, o idoso não tem capacidade de entender o que é melhor para ele com total razão.

Porém, só é possível obrigá-lo se você for o responsável legal por ele. Para isso é necessário um processo de curatela. Veja o vídeo completo ou leia sobre aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=2WpkKDZkLyQ&t=2s

Ficou com dúvidas? Deixe um comentário ou nos chame no whastapp.

Depoimentos

Confira o que nossos clientes dizem sobre nós.

Excelente
Com base em 157 avaliações
Deborah
Deborah
19/06/2024
Primeiro atendimento,muito humano e acolhedor! Realmente, o atendimento é personalizado e rápido.
Neli Albertina Ferreira Floriano
Neli Albertina Ferreira Floriano
31/05/2024
Ótima, excelente atendimento.
Eduardo Pereira
Eduardo Pereira
30/05/2024
Primeiramente agradecer vocês pelo excelente trabalho.. que vocês são bem atenciosos.. dizer também que o nosso processo era bem difícil com a experiência de vocês a dedicação de vocês nós conseguimos um ótimo resultado a favor.... Que Deus abençoe vocês sempre
Iara Correa
Iara Correa
29/05/2024
Excelente perguntas objetivas e precisas
Bruna Ilibio
Bruna Ilibio
28/05/2024
Muito eficiente super recomendo atenção, dedicação foco
Maria Dalva
Maria Dalva
22/05/2024
Estou sendo atendida de uma maneira inexplicável,com carinho e atenção.. parabéns 🙏

Quem somos

Advogada Daiane sentada em uma poltrona, se encontra sorrindo com seu braço esquerdo sobre o ombro direito e pernas cruzadas.

Daiane Tomé Furlanetto

Sócia-Advogada. Possui 7 anos de experiência na prática jurídica e é membro da comissão de direito dos Idosos da Subseção da OAB de Criciúma/SC

 
 
 
 
Advogada Beatriz Meller Garcia, com cabelos de médio comprimento, se encontra sorrindo, sentada em uma poltrona, vestindo uma blusa com um blaser branco por cima.

Beatriz Meller Garcia

Sócia-Advogada. Possui 7 anos de experiência na prática jurídica e é membro da comissão de direito dos Idosos da Subseção da OAB de Criciúma/SC

Deixe seu comentário:

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.