Auxílio Acidente: Seu Guia Completo para Benefícios e Indenizações

auxílio acidente
Sumário

Antes de tudo, você sabia que o Auxílio Acidente pode ser a resposta para suas preocupações pós-acidente? Continue lendo para encontrar todas as respostas que você precisa.

Como é o Auxílio Acidente?

Certamente, o Auxílio Acidente é uma compensação para quem sofreu lesões permanentes que reduzem a capacidade de trabalho. Portanto, ele difere dos auxílios doença por sua natureza indenizatória.

Você sabia que pode pedir o auxílio-doença e o auxílio-acidente juntos? Leia mais sobre auxílio-doença, ou converse agora mesmo com um advogado de sua confiança.

Quem Tem direito ao Auxílio Acidente?

valor máximo que o INSS paga

Mas afinal, quem tem direito? Para ter direito ao benefício, você deve:

  • Estar contribuindo ao INSS ou estar em período de graça
  • Ter sofrido acidente ou desenvolvido doença devido ao trabalho
  • Redução parcial ou permanente na capacidade de trabalho
  • Não ser contribuinte individual ou facultativo

Diferente dos outros benefícios, você não precisa estar contribuindo há meses! Basta ter contribuído no mês do acidente ou mês anterior.

Qual Valor Você Receberá de Auxílio-Acidente?

O valor do Auxílio Acidente varia, dependendo de quando ocorreu o acidente ou a doença. Por exemplo, se o incidente aconteceu até 11/11/2019, será 50% da média de seus 80% maiores salários de contribuição desde 07/1994.

MGF ADVOGADOS MEDICAMENTOS

Entre 12/11/2019 e 19/04/2020, será 50% do valor de uma aposentadoria por incapacidade permanente. A partir de 20/04/2020, será 50% da média de todos os salários de contribuição desde 07/1994. É possível ter uma noção aproximada do valor que você pode vir a receber utilizando a nossa calculadora.

Quanto Tempo Dura o Auxílio-Doença Acidentário?

O INSS concede o Auxílio-Doença Acidentário quando um acidente de trabalho ou uma doença ocupacional o afasta por mais de 15 dias. Enquanto a incapacidade persiste, eles pagam o auxílio.

Como Funciona o Auxílio Acidente?

Em primeiro lugar, você deverá agendar uma perícia médica pelo Meu INSS e reunir documentos relevantes. Os peritos irão avaliar sua situação e o benefício será concedido ou negado. O auxílio será pago enquanto durar a incapacidade.

É importantíssimo avisar que provavelmente o seu benefício será negado. Por mais direito que você possua, geralmente os pedidos administrativos com perícia feito pelo médico do INSS são negados.

O que fazer depois disso? Pedir judicialmente.

Você sabia que doenças psicológicas geram direito a benefício no INSS? Clique aqui e leia mais.

Quanto Tempo Demora para Receber o Benefício Depois da Perícia?

Após a perícia, o INSS pode conceder ou negar o benefício. Se eles concedem, geralmente levam algumas semanas para realizar o primeiro pagamento.

Você Deve Entrar com o Pedido de Forma Judicial

Em 90% dos casos, o INSS nega o benefício pedido de forma administrativa agendada no Meu INSS. Portanto, após ter o seu pedido negado, é imprescindível que você entre com uma ação judicial.

Procure imediatamente um escritório competente de advogados para entrar com a ação. Na ação judicial, o médico perito do Fórum que irá analisar o caso, e existem altas chances de você conseguir o benefício.

Qual o Valor da Indenização por Sequela?

A saber, o valor da indenização por sequela varia. Portanto, se o acidente ocorreu até 11/11/2019, é baseado na média de salários. Entre 12/11/2019 e 19/04/2020, é 50% do valor de uma aposentadoria por incapacidade permanente. A partir de 20/04/2020, é 50% da média de todos os salários de contribuição.

Quanto o INSS Paga em Caso de Fratura?

O INSS considera a gravidade e as consequências da fratura. O pagamento varia de acordo com as regras do benefício vigente no momento do acidente.

Como Pedir pelo Auxílio?

A saber, você pode dar entrada você mesmo de forma administrativa, mas se for recorrer judicialmente, você deve contatar uma equipe responsável de advocacia, que irá realizar o pedido para você.

Se você tem interesse em pedir auxílio e quer saber mais preencha esse formulário e, após, entre em contato conosco.

Outros Detalhes Importantes

Sobretudo, lmbre-se de que o auxílio é cumulativo com muitos outros benefícios, como pensão por morte e salário maternidade. No entanto, não é acumulável com outros auxílios doença ou com aposentadorias.

Agora que você tem as respostas para suas perguntas sobre o Auxílio Acidente, tome uma decisão informada para garantir seus direitos e benefícios. Não deixe suas dúvidas ficarem sem resposta quando o auxílio que você merece está ao seu alcance.

Deseja receber ajuda de um advogado para esse assunto?

Atendemos todo o Brasil! Conte com ajuda de advogados especializados para te auxiliar nesse assunto, preencha o formulário que em breve iremos entrar em contato com você.

 

Depoimentos

Confira o que nossos clientes dizem sobre nós.

Excelente
Com base em 157 avaliações
Deborah
Deborah
19/06/2024
Primeiro atendimento,muito humano e acolhedor! Realmente, o atendimento é personalizado e rápido.
Neli Albertina Ferreira Floriano
Neli Albertina Ferreira Floriano
31/05/2024
Ótima, excelente atendimento.
Eduardo Pereira
Eduardo Pereira
30/05/2024
Primeiramente agradecer vocês pelo excelente trabalho.. que vocês são bem atenciosos.. dizer também que o nosso processo era bem difícil com a experiência de vocês a dedicação de vocês nós conseguimos um ótimo resultado a favor.... Que Deus abençoe vocês sempre
Iara Correa
Iara Correa
29/05/2024
Excelente perguntas objetivas e precisas
Bruna Ilibio
Bruna Ilibio
28/05/2024
Muito eficiente super recomendo atenção, dedicação foco
Maria Dalva
Maria Dalva
22/05/2024
Estou sendo atendida de uma maneira inexplicável,com carinho e atenção.. parabéns 🙏

Quem somos

Advogada Daiane sentada em uma poltrona, se encontra sorrindo com seu braço esquerdo sobre o ombro direito e pernas cruzadas.

Daiane Tomé Furlanetto

Sócia-Advogada. Possui 7 anos de experiência na prática jurídica e é membro da comissão de direito dos Idosos da Subseção da OAB de Criciúma/SC

 
 
 
 
Advogada Beatriz Meller Garcia, com cabelos de médio comprimento, se encontra sorrindo, sentada em uma poltrona, vestindo uma blusa com um blaser branco por cima.

Beatriz Meller Garcia

Sócia-Advogada. Possui 7 anos de experiência na prática jurídica e é membro da comissão de direito dos Idosos da Subseção da OAB de Criciúma/SC

Deixe seu comentário:

Utilizamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.